Arquivo

extras

Equipa Fumaça na Palestina (Ask Me Anything)

Edição especial do Ask Me Anything com a equipa Fumaça que está agora na Palestina. Se quiseres saber mais sobre o que se passa na Cisjordânia, Palestina, onde a violência por parte das forças sionistas contra pessoas palestinianas tem aumentado, ouve aqui conversa! O Ask Me Anything é um programa online exclusivo para a Comunidade […]

opinião

“Jenin, Jenin, Jenin”, por Ricardo Esteve Ribeiro

Quando as tropas sionistas invadiram a semana passada o campo de refugiados de Jenin, escreveram apenas um novo PS à contínua destruição que lá inflige o regime sionista.

opinião

“Um registo para Noor”, por Nuno Viegas

Desde a Cisjordânia, Palestina, relatamos como colonos israelitas matam ovelhas, queimam campos e incendeiam casas. E como não conseguem forçar quem lá vive a deixar de persistir..

reportagens

José Tavares e a revolução impossível

Houve, após o 25 de Abril de 1974, uma hipótese de o povo assumir diretamente o controlo da coisa pública, sem partidos nem representantes, capitalismo nem Estado. Mas os políticos “não estavam virados para aí”. Partidário da anarquia, José Tavares justifica o uso da violência em democracia, para construir hoje, através de ocupações, greves ou assaltos, o mundo que se quer ter amanhã. Mas denuncia a violência espetáculo: o uso da força deve ter um fim, e um inimigo. “O colapso desta civilização”, conta, após décadas de militância, “é uma ambição”.

opinião

“A nossa obsessão com a neutralidade”, por Rafaela Cortez

Uma entrevista sobre a indústria da ajuda humanitária e uma atualização sobre uma minissérie em construção.

opinião

“A bomba que matou Rosinda Teixeira”, por Maria Almeida

Não conhecia a história de Rosinda Teixeira, assassinada à bomba em 1976 pela extrema-direita, mas foi a vila que me viu crescer, que a viu morrer.

editorial

“O governo é cúmplice do genocídio na Palestina”, discurso ao receber o prémio Direitos Humanos e Integração para “Desassossego”

Posição coletiva da redação do Fumaça, expressa no Ministério dos Negócios Estrangeiros, ao aceitar o galardão atribuído pela Comissão Nacional da UNESCO e Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros.

opinião

“Somos uma multidão”, por Saleem Haddad

Enquanto palestiniano a escrever para um público não-palestiniano, é um desafio não sucumbir à tentação de demonstrar humanidade. Texto de Saleem Haddad, escritor e antigo trabalhador humanitário palestiniano.

opinião

“Os maniqueístas de Gaza”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Um texto de opinião de Ricardo Esteves Ribeiro sobre um mundo a preto e branco.

opinião

“A bicicleta tombou”, por Rafaela Cortez

Passaram-se trinta anos desde os Acordos de Oslo. Um projeto de paz falhado, sobre o qual se fundou o modelo de ajuda internacional à Palestina. Texto por Rafaela Cortez.

opinião

“O que é a cura de um trauma permanente?” por Margarida David Cardoso

Na Palestina, tudo é político e nunca este texto chegará perto de conseguir descrever a distopia do apartheid sionista.

opinião

“Porquê estragar uma boa história com a verdade?” por Ricardo Esteves Ribeiro

A geração que fez o PREC irá eventualmente desaparecer. Não esperemos mais 50 anos para ouvir as suas histórias.

reportagens

O que é normal em Masafer Yatta?

Em maio, o Supremo Tribunal israelita deu luz verde ao que, efetivando-se, será uma das maiores expulsões de pessoas palestinianas de suas terras nas últimas décadas. Os jornalistas Ricardo Esteves Ribeiro e Rafaela Cortez foram até Masafer Yatta, na Palestina, perceber o que aconteceu.

opinião

“Ninguém dorme em Twani”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Há agora base legal para que milhares de pessoas sejam expulsas das suas terras em Masafer Yatta, nas montanhas a sul de Hebron, na Palestina. Crónica de Ricardo Esteves Ribeiro, originalmente publicada na nossa newsletter.

opinião

“Georgete, ou o nome que servir a Revolução”, por Rafaela Cortez

Georgete é apenas uma das mulheres que mergulharam na clandestinidade, que abandonaram as terras, as famílias, e até a própria identidade, para lutar contra a ditadura de Salazar e Caetano. E no entanto, raramente ouvimos falar sobre elas.

  1. 1
  2. 2
  3. 3