Arquivo

opinião

“Os pássaros de Masafer Yatta”, por Joana Batista

Quando penso em sumud, em perseverança constante, penso em todas estas histórias, e penso nos pássaros que me acordaram. Em Rafah, na Faixa de Gaza, Palestina, os pássaros que cantam estão a acalmar as crianças, distraindo-as do ruído dos drones. Um bando não é suficiente para camuflar as explosões, mas chega para distrair e trazer conforto. O ambiente transforma-se, o ruído aumenta, eles adaptam-se e ficam.

extras

Equipa Fumaça na Palestina (Ask Me Anything)

Edição especial do Ask Me Anything com a equipa Fumaça que está agora na Palestina. Se quiseres saber mais sobre o que se passa na Cisjordânia, Palestina, onde a violência por parte das forças sionistas contra pessoas palestinianas tem aumentado, ouve aqui conversa! O Ask Me Anything é um programa online exclusivo para a Comunidade […]

opinião

“Jenin, Jenin, Jenin”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Quando as tropas sionistas invadiram a semana passada o campo de refugiados de Jenin, escreveram apenas um novo PS à contínua destruição que lá inflige o regime sionista.

opinião

“Um registo para Noor”, por Nuno Viegas

Desde a Cisjordânia, Palestina, relatamos como colonos israelitas matam ovelhas, queimam campos e incendeiam casas. E como não conseguem forçar quem lá vive a deixar de persistir..

opinião

“A nossa obsessão com a neutralidade”, por Rafaela Cortez

Uma entrevista sobre a indústria da ajuda humanitária e uma atualização sobre uma minissérie em construção.

editorial

“O governo é cúmplice do genocídio na Palestina”, discurso ao receber o prémio Direitos Humanos e Integração para “Desassossego”

Posição coletiva da redação do Fumaça, expressa no Ministério dos Negócios Estrangeiros, ao aceitar o galardão atribuído pela Comissão Nacional da UNESCO e Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros.

opinião

“Somos uma multidão”, por Saleem Haddad

Enquanto palestiniano a escrever para um público não-palestiniano, é um desafio não sucumbir à tentação de demonstrar humanidade. Texto de Saleem Haddad, escritor e antigo trabalhador humanitário palestiniano.

opinião

“Os maniqueístas de Gaza”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Um texto de opinião de Ricardo Esteves Ribeiro sobre um mundo a preto e branco.

opinião

“A bicicleta tombou”, por Rafaela Cortez

Passaram-se trinta anos desde os Acordos de Oslo. Um projeto de paz falhado, sobre o qual se fundou o modelo de ajuda internacional à Palestina. Texto por Rafaela Cortez.

opinião

“O que é a cura de um trauma permanente?” por Margarida David Cardoso

Na Palestina, tudo é político e nunca este texto chegará perto de conseguir descrever a distopia do apartheid sionista.

reportagens

O que é normal em Masafer Yatta?

Em maio, o Supremo Tribunal israelita deu luz verde ao que, efetivando-se, será uma das maiores expulsões de pessoas palestinianas de suas terras nas últimas décadas. Os jornalistas Ricardo Esteves Ribeiro e Rafaela Cortez foram até Masafer Yatta, na Palestina, perceber o que aconteceu.

opinião

“Ninguém dorme em Twani”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Há agora base legal para que milhares de pessoas sejam expulsas das suas terras em Masafer Yatta, nas montanhas a sul de Hebron, na Palestina. Crónica de Ricardo Esteves Ribeiro, originalmente publicada na nossa newsletter.

opinião

“O “apartheid” político aos imigrantes”, por Yussef

Existem cerca de 771 mil imigrantes com a autorização de residência em Portugal A vasta maioria não pode votar nem ser eleita nas legislativas. É uma outra forma de “confinamento”: é o “apartheid” político aos imigrantes.

opinião

“Apagou-se a luz na Palestina”, por Maria Almeida

“Já não caem bombas em Gaza. Podemos respirar de alívio que a ocupação da Palestina continua como sempre esteve. O massacre de Gaza acabou, mas a máquina de humilhação permaneceu intacta.” Artigo de opinião de Maria Almeida

opinião

“O conflito israelo-palestiniano não existe”, por Ricardo Esteves Ribeiro

Na Palestina não existe um conflito. Existe um projeto colonial de apartheid com o objetivo de dizimar uma população.

  1. 1
  2. 2
  3. 3