Racismo

Cristina Roldão e Pedro Abrantes: “Sabemos que a população cigana tem taxas de reprovação altíssimas, mas oficialmente é invisível”

Contámos com a Cristina Roldão, socióloga e investigadora no Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE-IUL, e com o Pedro Abrantes, sociólogo e investigador na área da Educação no mesmo centro de estudos e também Professor Auxiliar na Universidade Aberta.

Com base nos dados que têm vindo a “escavar” sobre a população africana em Portugal, ajudam-nos a contextualizar e a desconstruir as desigualdades étnico-raciais na Escola.

Falámos sobre a sua invisibilidade e falta de monitorização, o impacto da origem africana no sucesso e percurso escolares, o problema português das elevadas taxas de reprovação no 1º ciclo, a segregação prevalente nas escolas e nas turmas, assim como desmitificámos o papel da língua nestes processos.

Subscreve a newsletter

Lê textos exclusivos escritos por nós ou pessoas convidadas. Guarda as nossas recomendações de reportagens, podcasts, filmes e documentários.

Subscreve e recebe a nossa newsletter.

Ver exemplos