Fala connosco — [email protected]
Calçada do Tijolo 23, 1200-464 Lisboa

Jornalismo independente, progressista e dissidente

Incêndios florestais

José Miguel Pereira: “O que a proteção civil faz é colar-se ao casario e deixar o fogo vir, vir, vir, a queimar floresta”

21 Outubro 2016
11:29

Conversámos com José Miguel Pereira, Professor Catedrático de Engenharia Florestal e Investigador no Centro de Estudos Florestais, no Instituto Superior de Agronomia, da Universidade de Lisboa.

Abordámos as origens e consequências de focar nas estratégias de proteção civil, a desvalorização da prevenção, a complexidade de lidar com um território maioritariamente privado e fragmentado, as lógicas nos processos de reflorestação, mas sobretudo, o que não tem sido feito para proteger as florestas e a paisagem rural em Portugal.

Porque se fala em fogos florestais quando há mais área ardida em pastagens e matos? Porque se sobrevaloriza o papel dos incendiários quando causam menos de 10% dos incêndios? Qual o cenário futuro do fogo em Portugal com as alterações climáticas e a evolução demográfica?

/ / /

pergunta, sugere, denuncia, contribui

Jornalismo com tempo e profundidade faz-se com a tua participação e apoio.

Contribuir

subscreve a nossa newsletter

para poderes votar nos tópicos que vamos investigar, workshops que queremos fazer e teres uma voz activa.

O nosso jornalismo é aberto a toda a gente, mas custa dinheiro. Ajuda-nos a continuar.