Legislativas 2019

Debate: Como crescer de forma sustentada? – Perguntar Não Ofende

A política energética das próximas décadas tem obetivos traçados. Foram definidos pelo atual Governo no Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, que identifica caminhos para a economia do país conseguir chegar a um conta de soma zero entre os gases de efeito de estufa emitidos e removidos. Colocam-se questões muito concretas: que caminho seguir para garantir que o fecho ou a reconversão das centrais termoeléctricas de Sines e do Pego, previsto até 2030, não implica falhas no abastecimento de eletricidade nas nossas casas? Pode o próximo governo garantir mudanças necessárias à transição energética com a REN – Redes Energéticas Nacionais e a EDP privatizadas?

O podcast Perguntar Não Ofender, do jornalista Daniel Oliveira e de João Martins, quis, neste cenário, debate as grandes escolhas de cada partido com assento parlamentar para o modelo de desenvolvimento que o país deve seguir, o papel que o Estado deve ter nele e a relação entre crescimento económico, desenvolvimento social e sustentabilidade ambiental, com especial foco na transição energética e na descarbonização da economia. E colocou a pergunta: “Como crescer de forma sustentada?”. 

Para a discutir, estiveram presentes: Mariana Mortágua, primeira da lista do Bloco de Esquerda para Lisboa; Bruno Dias, candidato pela CDU – Coligação Democrática Unitária (que junta Partido Comunista Português e Partido Ecologista Os Verdes) na lista de Setúbal; João Matos Fernandes, atual ministro do Ambiente e da Transição Energética e número três do Partido Socialista pelo Porto; Álvaro Almeida, candidato do Partido Social Democrata na lista do Porto, e Cecília Meireles, cabeça de lista do CDS – Partido Popular pelo Porto.

Na manhã do dia da gravação do debate o PAN informou que a candidata Cristina Rodrigues não poderia estar presente, como estava agendado há duas semanas. Apesar dessa informação ter acontecido seis horas antes desta gravação, o PAN não conseguiu encontrar, entre as suas dezenas de candidatos, ninguém disponível para a substituir num debate sobre ambiente e economia.

Este debate, assim como várias entrevistas que iremos publicar, está integrado no projeto Eleições em Rede 2019, que junta projetos independentes, meios de comunicação locais e universitários na cobertura destas legislativas. Podes ver toda a cobertura aqui ou nos sites de cada um dos projetos envolvidos.

Foto: Vita Marija Murenaite/Unsplash

Subscreve a newsletter

Lê textos exclusivos escritos por nós ou pessoas convidadas. Guarda as nossas recomendações de reportagens, podcasts, filmes e documentários.

Subscreve e recebe a nossa newsletter.

Ver exemplos