Fala connosco — [email protected]
Calçada do Tijolo 23, 1200-464 Lisboa

Jornalismo independente, progressista e dissidente

Aquilo é a Europa

Fumaça ganha Prémio de Ciberjornalismo pelo segundo ano consecutivo

28 Novembro 2019
14:47

Pelo segundo ano consecutivo, uma série Fumaça – Aquilo é a Europa – venceu o prémio do júri na categoria “Narrativa Sonora Digital”, na 12.ª edição dos Prémios de Ciberjornalismo, do Observatório do Ciberjornalismo (ObCiber), da Universidade do Porto. Na mesma categoria, estavam ainda nomeados uma outra reportagem Fumaça, Dá-lhe Gás, e o trabalho No país da geringonça, de Tiago Palma e André Peralta, publicado na rádio Renascença, que venceu o prémio do público (votação online)

A distinção mais importante foi entregue ao jornal Público, que ganhou o troféu de “Excelência Geral em Ciberjornalismo” e ainda as categorias “Última Hora”, “Narrativa Vídeo Digital” e “Infografia Digital”, além das distinções atribuídas pelo voto dos internautas.

Os prémios foram anunciados no final da manhã de quinta-feira, 28 de novembro, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, fechando a 5.ª edição das jornadas do ObCiber, dedicadas ao ensino do ciberjornalismo. 

Aquilo é a Europa” é uma série de três episódios sobre os muros que a Europa construiu para que imigrantes e refugiados ficassem de fora. Desde a criação da União Europeia, enquanto as fronteiras internas caíam, uma Fortaleza externa foi-se erguendo. Recorda aqui todos os episódios:

  1. Mory
  2. Abid
  3. Paolo

Vencedores

Excelência Geral em Ciberjornalismo
Prémio do júri: Público
Prémio do público: Público

Última Hora
Prémio do júri: Greve pelo clima: “É uma das manifestações mais bonitas que já vi” (P3/Público)
Prémio do público: Greve pelo clima: “É uma das manifestações mais bonitas que já vi” (P3/Público)

Reportagem Multimédia
Prémio do júri: O lugar onde nem eu nem tu queremos viver (Expresso – individual)
Prémio do público: O lugar onde nem eu nem tu queremos viver (Expresso – individual)

Narrativa Vídeo Digital
Prémio do júri: Manicómio: ninguém fica de fora (Público – individual)
Prémio do público: Manicómio: ninguém fica de fora (Público – individual)

Narrativa Sonora Digital
Prémio do júri: Aquilo é a Europa (Fumaça)
Prémio do público: No país da geringonça (Rádio Renascença – individual)

Infografia Digital
Prémio do júri: Espaço 1969 (Público)
Prémio do público: Alterações climáticas: o que já mudou e o que está para chegar (Público – individual)

Ciberjornalismo de Proximidade
Prémio do júri: Valentyna Bilous: Do sorriso lindo de princesa à força de um golpe no ringue (Região de Leiria – individual)
Prémio do público: Os últimos brandeiros de Val de Poldros (AltoMinho.TV – individual)

Ciberjornalismo Académico
Prémio do júri: Entre o éter e o digital, “a rádio é aquilo que somos” (ComUM)
Prémio do público: Bairro do Cerco (#infomedia)

O júri desta edição foi presidido por Ana Isabel Reis (Universidade do Porto) e era composto por professores e investigadores universitários, quase todos com um passado ligado à prática jornalística, dos quais faziam parte: Ana Pinto Martinho (ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa), António Granado (Universidade Nova de Lisboa), Belén Galletero-Campos (Universidade Castilla La-Mancha, Espanha), Fernando Zamith (Universidade do Porto), Hélder Bastos (Universidade do Porto), Inês Amaral (Universidade de Coimbra), João Canavilhas (Universidade da Beira Interior), Luís António Santos (Universidade do Minho), Luís Bonixe (Instituto Politécnico de Portalegre), Paulo Nuno Vicente (Universidade Nova de Lisboa), Pedro Jerónimo (Universidade da Beira Interior) e Thais de Mendonça Jorge (Universidade de Brasília, Brasil). 

pergunta, sugere, denuncia, contribui

Jornalismo com tempo e profundidade faz-se com a tua participação e apoio.

Contribuir

subscreve a nossa newsletter

para poderes votar nos tópicos que vamos investigar, workshops que queremos fazer e teres uma voz activa.

Aqui, quem influencia o jornalismo és tu. Apoia-nos.