Angola

Domingos da Cruz: “Em Angola o que tem acontecido não são eleições. São simulacros eleitorais”

Num momento da História em que pessoas não têm necessidades básicas garantidas e direitos humanos assegurados, tudo o que a comunicação social faça que não seja questionar isso mesmo, é apenas entretenimento. Hoje em dia, os media tradicionais limitam-se a reportar quando existem factos novos. Não é esse o papel dos media. O papel dos media é continuar a questionar os temas que são importantes e que são críticos nos dias de hoje até que eles mudem, e até que direitos humanos sejam assegurados. É isso que nós queremos fazer no É Apenas Fumaça.

Falámos há meses atrás com o Luaty Beirão sobre Angola e sobre a mudança que ele exige para o país. Hoje, lançamos um novo episódio sobre Angola. Conversámos com o Domingos da Cruz, ativista, professor de Direitos Humanos, Filosofia e Teoria da Educação, investigador, jornalista e coordenador do Observatório da Imprensa e da Comunicação. Lançou recentemente o livro “Angola Amordaçada – A imprensa ao serviço do autoritarismo”.

Abordámos temas como o autoritarismo do regime na censura da imprensa; as eleições em Angola e porque não são representativas da opinião das pessoas; as consequências das revoluções na Líbia e na Síria; e a influência do capital angolano na comunicação social portuguesa; e os próximos passos dele, como ativista pela democracia.

Não deixaremos cair este tema no silêncio.

Foto: Ana Brígida / Rede Angola

Subscreve a newsletter

Lê textos exclusivos escritos por nós ou pessoas convidadas. Guarda as nossas recomendações de reportagens, podcasts, filmes e documentários.

Subscreve e recebe a nossa newsletter.

Ver exemplos